terça-feira, 23 de novembro de 2010

Pode um cristão trabalhar com segurança pública?


Leia o texto e tire suas conclusões:
A palavra de Deus está repleta de personagens que atuaram na área de segurança pública, o que dizer do "Homem segundo o coração de Deus"? Davi começou a ser usado por Deus em um momento crítico da história de Israel, quando nenhum homem tinha coragem de enfrentar um tirano que ameaçava seu povo insultando até o próprio Deus, ele se colocou a frete e permitiu ser usado como instrumento de Sua justiça. As atitudes que Davi precisou tomar para defender sua nação como por exemplo o homicídio de Golias, será tema para uma próxima postagem, hoje nos ateremos somente ao tema do título.
Davi incorporou as fileiras do Exército Judeu como um soldado, e pela sua vocação aliada à comunhão com Deus, teve suas vitórias reconhecidas, vindo a subir na carreira militar até o mais alto posto de comando de tal força e consequentemente, pelas mãos de Deus veio a ser Rei.
Em Lucas 3:14 vemos Cristo ser interpelado por soldados que ansiosos por salvação O perguntam: " E nós, que faremos? Ele lhes disse: A ninguém maltrateis, não deis denúncia falsa e contentai-vos com o vosso soldo.
Para mim Lucas 3:14 comprova que para Jesus, ser um profissional de segurança pública não é errado, desde que você siga seus ensinos; vamos esmiuçar esse verso bíblico trazendo para a realidade de hoje:
"E nós, o que faremos?" Essa frase dita por aqueles policiais mostra o lado humano daqueles profissionais, muitas pessoas olham para esses homens e só enxergam um uniforme, quando na verdade, todos temos os mesmos anseios, viemos do pó, ao pó voltaremos, e digo com conhecimento de causa que essa é uma classe de pessoas ansiosas por conhecer a palavra de Deus, de ter uma palavra de paz.
"Ele lhes disse:" Essa frase nos trás a certeza de que nenhuma dúvida perdura para sempre, e se clamarmos a Deus, Ele é justo e bondoso para nos dar a orientação de precisamos.
"A ninguém maltrateis" Toda Autoridade é instituída por Deus(ver Romanos 13), e todo poder emana do povo (ver Constituição Federal Art. 1, parágrafo1), assim sendo, não dá para virar as costas para a realidade que hoje assola nossa vida, a violência. Nessa posição de defensor dos inocentes não é possível oferecer o outro lado da face a um infrator que está disposto a atentar contra sua vida, a de outrem ou contra a ordem pública. Porém, assim como é ensinado na doutrina de "Uso progressivo da força", nossa reação deverá der proporcional ao agravo, cabendo ao policial o dever de cumprir a lei conforme ela foi editada, apresentando o infrator à justiça para que esta cumpra seu papel constitucional e bíblico (ver novamente Romanos 13).
"Não deis denúncia falsa" Ensinamento básico onde Cristo mostra toda a sabedoria de Deus Criador, pois se para todos na sociedade um falso testemunho pode causar males enormes na vida de alguém, quem dirá então as autoridades e seu agentes, que gozam da chamada "Fé Pública", e têm já por por princípio a presunção de veracidade do que diz. Resumindo: Queres ser um policial cristão? Não deixe sua emoção influenciar em suas ações, se atenha à verdade, nada mais que a verdade.
"E contentaivos com vosso soldo" Mandamento básico que para mim alcança todas as pessoas, honestidade é uma questão de caráter, não tem a ver com quanto você ganha ou em que você trabalha, é uma questão de honra, e trazendo para a realidade policial, nosso salário está muito aquém do que penso ser justo para que uma pessoa arrisque sua vida da forma que nos arriscamos, porém nem por isso podemos nos corromper por dinheiro.
Amo o que faço, não incentivo irmãos de fé a entrarem para essa carreira espinhosa, no entanto não faço terrorismo quando trato dessa realidade, eu tinha um sonho, o busquei, bom ou ruim , esse foi o caminho que escolhi para minha vida, e assim como a alegria de um engenheiro é ver um projeto construído, a alegria de um médico é ver um doente curado, a alegria de um mecânico é ver um motor funcionando, minha alegria é proteger a sociedade, se necessário, com a própria vida.

Roney Vilaça

2 comentários:

  1. Boa noite!! Parabén pelo artigo.
    Há 05 anos sou profissional de Segurança Pública do Estado de Minas Gerais, a cerca de 02 anos frequento a IASD.
    o Estatuto da Policia Preve o seguinte:

    Art. 15 - A qualquer hora do dia ou da noite, na
    sede da Unidade ou onde o serviço o exigir, o policial-militar deve estar pronto para cumprir a missão que lhe for confiada pelos seus superiores hierárquicos ou impostos pelas leis e
    regulamentos.

    Ultimamente tenho conseguido adeguar as minhas escalas de trabalho e guarda os sabados. As vezes apenas a mudança de horario no sabado é possivel, da manha para a tarde.

    Neste contexto, voltamos a velha discussao dos ditos serviços essenciais. Pode / deve policial trabalhar aos sábados????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Paulo, passe eu contato de whatssap informando a igreja que congrega no email roneyvilaca@gmail.com para te adicionar no grupo de adventistas profissionais de segurança pública. abç.

      Excluir

Se necessitar contato direto deixe e-mail para retorno. Obrigado pela participação.