sábado, 15 de janeiro de 2011

"Guarda do sábado X Serviço policial"


Continuando a sequência de postagens que abordam os temas mais "polêmicos" relativos ao dia-a-dia de policiais cristãos, em especial aqueles que guardam os mandamentos de Deus, vou discorrer acerca do tema "guarda sábado X serviço policial", que para os adventistas é um ponto fundamental na decisão de seguir ou não a carreira da segurança pública. Em primeiro lugar começarei esclarecendo um ponto: creio na palavra de Deus como um todo, assim sendo, observo o sábado como o dia do santo Senhor (Gênesis 2:3). O que me levou a ter essa convicção, é que pela graça de nosso Senhor Jesus, e força do Espírito Santo tive interesse em entender bem as escrituras, e não costumava aceitar um ensinamento antes de passar pela prova do meu lado racional, logo, após ter conhecido quase todas as igrejas cristãs e suas doutrinas, tive a oportunidade de estudar a bíblia com os adventistas, avaliei como sendo essa a igreja que mais prima por seguir a bíblia como regra de fé, e hoje sou membro efetivo dessa comunidade. Vamos aos fatos:
Tive uma formação católica, por volta dos 20 anos de idade fui alcançado pela mensagem do evangelho, e após conhecer quase todas linhas teológicas protestantes numa peregrinação de mais ou menos 3 anos em que tive oportunidade de estudar a bíblia com cristãos adventistas, e logo após, me decidi pelo batismo. Então, passei a estudar no antigo testamento como era a vida dos "policiais" (naquele tempo não existia o termo policial, e sim "soldado" ou "guarda", no entanto esses homens exerciam funções estritamente policiais em Israel), pois queria entender melhor de um assunto para mim era muito importante, pois sentia que essa era minha missão. Acabei descobrindo que Jerusalém era uma cidade vigiada 24 horas por dia, Neemias 13:19 (Quando as sombras da tarde cobriram as portas de Jerusalém na véspera do sábado, ordenei que fossem fechadas e só fossem abertas depois que o sábado tivesse terminado. Coloquei alguns de meus homens de confiança junto às portas, para que nenhum carregamento pudesse ser introduzido no dia de sábado.) Os problemas de segurança pública remontam desde a entrada do pecado no mundo, quando ocorreu o primeiro homicídio (Gênesis 4:8). Israel viveu intensos períodos de guerra, e Deus nunca se afastava de seu povo, porém, o povo se afastava da proteção de Deus, e no contexto bíblico anteriormente citado em Neemias 13:19 vemos que homens foram colocados para vigiar os portões de Jerusalém no período sabático e não eram acusados de transgressão da lei por isso, logicamente, por ser naquela ocasião, uma questão de primeira necessidade. 
Neste ínterim também citarei o caso dos fariseus que acusaram Jesus de violar a lei pelo simples fato de terem seus discípulos colhido espigas de trigo para matar a fome (Mateus 12:1-2), então disse-lhes Jesus que Ele era Senhor também do sábado (Mateus 12:8). O trabalho desenvolvido neste dia santo por Jesus consistia em fazer o bem ao próximo e levar a mensagem por meio do evangelismo pregado e vivido. Logo após este fato Jesus foi interpelado pelos fariseus se era lícito curar aos sábados, e Ele lhes disse: "Qual dentre vós será o homem que tendo uma ovelha, se num sábado ela cair numa cova, não lançará mão dela, e a levantará? Pois, quanto mais vale um homem do que uma ovelha? É, por consequência, lícito fazer bem nos sábados." (Mateus 12: 11-12). 
Em outra situação, quando Jesus curou certa vez a mão mirrada de um homem na sinagoga (Marcos: 3:1), também foi acusado de transgressão pelos fariseus, nesta ocasião, Jesus perguntou aos acusadores se "É ilícito no sábado fazer o bem, ou fazer o mal? Salvar a vida, ou matar? E eles calaram-se. (Marcos 3:4). 
Nos dias de hoje, assim como no passado, existem serviços essenciais que nunca deixaram de acontecer no sábado, prova disso é que até a igreja mantém hospitais que funcionam aos sábados, mesmo que trabalhando em regime de plantão, porque é estritamente necessário. Esses trabalhos essenciais que envolvem áreas como saúde e segurança pública são geralmente excepcionais, mantidos em regime excepcional de plantão, mas alguém tem de fazê-lo, concordam? Se devo fazer ou não? Aí a decisão é sua, eu já fiz minha e vou ilustrar para vocês:
Antes de me batizar coloquei estas questões para teólogos e estes me responderam que nada justificaria uma quebra de mandamento indiscriminada, mas que serviços essenciais poderiam ser realizados em casos especiais, excepcionais, quando não houvesse uma outra forma de adiar ou protelar a execução do trabalho, essa foi  a mesma opinião de meu pastor, e também era a minha. Logo, fui batizado e iniciei na carreira da segurança pública como guarda municipal, guardando o sábado corretamente, fazendo trocas de serviço quando algum plantão caía aos sábados, tive naturalmente que testemunhar minha fé perante meus superiores e até abrir mão de promoções para manter meus princípios, mas apesar das dificuldades, Deus sempre me sustentou e valeu muito a pena. 
Passou o tempo e eu prestei outro concurso, me tornando um policial civil, e nessa nova carreira, um dia, por ironia do destino, uma pessoa da cidade foi dada como desaparecida pela família, (não citarei nomes por questões éticas) tendo sido registrada ocorrência de sequestro na delegacia de polícia. Esta mulher havia sido vista pela última vez na sexta-feira a tarde, permanecendo no sábado desaparecida, e naturalmente a família procurou a polícia (tanto a mulher desaparecida quanto sua família eram membros da IASD). De repente, no meio do culto de sábado meu celular toca (estava no silencioso), vi que era da Delegacia e saí para atender pois sabia que não me ligariam no sábado se não fosse algo muito sério, então atendi e fui comunicado de uma denúncia de sequestro e convocado a compor uma equipe anti-sequestro, e trabalhar nesse dia para desvendar o sumiço da vítima. Agora pergunto aos críticos o que deveria ter feito? Cruzado os braços e dito para a família esperar o sábado passar para começar a trabalhar? Bem, não foi isso que fiz, neste dia informei meu meu ancião do fato ocorrido e me desloquei para a delegacia onde nos empenhamos na investigação, e pela graça de Deus antes do por do sol de sábado ela já havia sido encontrada com segurança. Aquela tarde de sábado não foi tão prazerosa como se eu estivesse em comunhão na igreja com meus irmãos, porém a necessidade do próximo se sobrepunha à minha zona de conforto pessoal.
Na verdade não me acomodo pela natureza do meu serviço, pois sempre troco minha escala de plantão caso algum deles caia em dia de sábado, e meus colegas de trabalho veem meu testemunho e respeitam muito minha fé, mas existem casos omissos como o acima citado em que eu não me furtaria em ajudar a sociedade, independente de quem estivesse precisando ou de que dia da semana fosse, faria por amor a Deus e ao próximo, e em cumprimento a missão que Deus me confiou, exatamente como eu gostaria que fizessem por mim. É bom que lembremos que existe um país que guarda o sábado por princípio, este país é Israel, prova de que é possível conciliar a fé com o dia-a-dia.

Quanto a questão prática colocada nos comentários da postagem anterior pelos irmãos Fernando Meira Rodrigues e "Luana", que perguntaram acerca deste tema, tenho a dizer o seguinte: esta carreira é espinhosa para qualquer pessoa, mas em especial para os adventistas, mas se é isso que está no coração de vocês, orem a Deus, escutem a resposta, e se a decisão for de entrar para a força, encare as provações de frente, seja forte como Josué (Josué 1:6), preste o concurso, e quando passar não negue sua fé, que Deus vai te honrar assim como fez com muitos (Salmos 37:5), o princípio de tudo é a diplomacia, converse com seus superiores, não tenha medo de expressar pois você não terá sido o primeiro e nem será o último, e se por fim cessar a diplomacia, existem vias judiciais para garantir direitos que por enquanto nós ainda temos, e se após todas tentativas, o trabalho for um entrave para sua comunhão com Deus, melhor procurar outra instituição para trabalhar ou quem sabe outra atividade a fazer, pois nada é mais valioso que a salvação. 
O tamanho das provações que vocês vão passar depende de vários fatores, por exemplo, existem estados e municípios com leis que protegem os guardadores do sábado em concursos e outros (a maioria) não; Existem também forças que são mais resistentes quanto a ceder para garantir esse direito do que outras, geralmente instituições militares tendem a ser mais duras na questão de adequar escala, apesar de não ser uma regra, mas nada é impossível para Deus.
Por fim, concluo que não é errado nem impossível um cristão adventista ser policial,mas se for para impedir a comunhão espiritual, melhor será buscar outros caminhos profissionais, Deus vem sempre em primeiro lugar.
Espero ter contribuído, Deus continue abençoando a todos, e continuem acompanhando nosso Blog.

Roney Vilaça

51 comentários:

  1. Muito bom o seu artigo. Sempre pensei desta forma e para mim também é muito simples. Isto também funciona perfeitamente para o corpo de bombeiros. Eu não sei a posição da igreja em relação à isso mas as Associações possuem vigilantes 24h por dia.

    Um grande abraço meu irmão e que Deus continue o abençoando ricamente.

    ResponderExcluir
  2. Olá,Policial Cristão. Meu email é: marcio1979ramalho@gmail.com
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo artigo. Sou Policial Militar, atualmente frequento a IASD; mas passo por problemas na quarda do sábado. é uma luta diaria na adequação das escalas de trabalho.
    me faço várias perguntas constantemente, às vezes acho que vou ficar louco de tanto pensar sobre esse assunto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao BOPE:
      Agradeço o elogio que vem me incentivar a continuar esse trabalho. Quanto à sua luta para adequar escalas de serviço, eu sei bem o que é isso, e apesar das dificuldades te digo que vale a pena, já perdi promoção profissional por causa disso, mas não me arrependo em nenhum momento, pois cada sábado passado na igreja em comunhão com Deus foi uma bênção especial em minha vida.
      Fique firme, fortaleça sua fé, pois Jesus é o Senhor do sábado.
      Abraço, continue acompanhando nosso Blog.

      Excluir
    2. Boa tarde Policial Adventista, também sou da PMERJ, estou procurando pra ver se há alguma publicação falando sobre os sabatistas. Sabe de alguma?

      Excluir
    3. ao BOPE: See vc for um adventista profissional de segurança pública passe eu contato de whatssap no email roneyvilaca@gmail.com informando a igreja que congrega para te adicionar no grupo de adventistas profissionais de segurança pública. abç.

      Excluir
  4. Olá Policial Adventista! Meu nome é Paloma e sou Adventista faz 16 anos. Sou Policial Militar a um ano... Escolhi está profissão porque sempre quis ajudar o meu país de alguma forma, gosto muito da profissão policial militar... Porem, como falou o companheiro acima, é muito louca essa vida de correr sempre atrás de trocar escala, apelar para a bondade de alguns e até sendo o caso pagar para outros tirarem o seu serviço...mas é sobre isso que eu venho me perguntando...eu posso pagar para outra pessoa trabalhar no sábado, ou eu devo trabalhar se for o caso? vc é muito novo no evangelho Adventista, mas pode me ajudar a tirar essa dúvida cruel, pergunte para pastores adventistas e me responda. sabendo que esse asunto esta dentro do seu blog, pois é um assunto policial e adventista, ok? OBG e feliz sábado!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Feliz sábado irmã Paloma, realmente como você disse sou novo no evangelho adventista, porém, se aqui você expõe sua dúvida, penso que depositou alguma confiança embasada no conteúdo que teve acesso nas postagens, sendo assim me sinto seguro em tratar deste assunto, tanto é que este blog tem se tornado referência para informação para uma minoria quase esquecida pela sociedade em geral (inclusive a igreja), os profissionais de segurança pública.
      Bom, em primeiro lugar esclareço que essas posições que apresento são minhas, e não da oficialmente da Igreja, apesar de minhas pesquisas focarem exatamente numa visão cristã para questões até então não debatidas e oficialmente posicionadas pela igreja e seus teólogos, portanto não estarei escrevendo respostas obtidas de algum pastor específico e sim colocando minha análise com base em tudo que adquiri de conhecimento em pesquisas, entrevistas e estudo na bíblia.
      Sua principal dúvida é se deve ou não pagar a um colega de serviço para trabalhar para você ao sábado ou se deveria trabalhar nessa ocasião; Na verdade não existe uma "receita de bolo" que se encaixe em todos os casos(que são muitos) de policiais adventistas com dificuldades nas escalas de serviço, mas em primeiro lugar te recomendo oração, pois a carreira policial já é espinhosa para todos policiais, porém, para os adventistas ela é bem mais difícil, assim sendo peça a orientação Divina para o problema, uma coisa é certa, ao procurar acertar a escala, seja de qual modo for, você está dando um forte testemunho, que falará alto em muitos corações, podendo levantar conversões, curiosidades, ou quem sabe até perseguições (muito comum), porém seja como for, será para honra e glória do Senhor, e Ele conhece seu coração. Essa inquietude em sua alma demonstra a preocupação que você tem em servir a Deus da melhor forma.
      Em minha experiência pessoal eu geralmente consegui as trocas de serviço através de permuta, acertando escalas, e quando fui acionado de forma "extraordinária", servi à sociedade, pois era necessário cumprir a missão.
      Porém como já disse antes, as opiniões podem divergir até entre os pastores, mas te convido a uma releitura calma do artigo acima, buscando na bíblia e em oração as respostas para seus anseios.
      Ao que demais resta ficam minhas orações, e o desejo de que essas provações que hoje passamos só venham a fortalecer nossa fé em Cristo Jesus.
      Força e Honra!

      Excluir
    2. Prezada Irmã, como já bem respondido pelo autor do Blog, apenas complemento; Na carreira policial, em casos semelhantes, passei a observar o seguinte: Não é você que está a escalar um outrem para que trabalhe no sábado. Seu superior escalou UM policial militar, se for você ou não, depende da situação, da natureza do trabalho e de seu compromisso com Deus. Se mediante sua análise, não é um trabalho essencial, indispensável e que possa ser realizado em outro dia, você pode sim trocar de escala com outra pessoa. Alguém pode dizer: Mas aí você está obrigando este outro alguém a trabalhar no sábado. Pergunto: Se seu colega não trabalhasse no sábado por você, ele guardaria o dia santo, indo à igreja e não cuidando de seus próprios interesses????

      Excluir
    3. Bom dia, mande seu contato de whatssap para o email roneyvilaca@gmail.com para que possamos adcionar ao grupo de policiais adventistas que criamos.

      Excluir
  5. pretendo entrar para os bombeiros..pelo motivo de achar q da pra trabalhar no sabado....
    mas e quanto a fazer o concurso no sabado???
    vi muitos artigos sobre isso..
    e parece q os adventistas nao conseguiram fazer em outro dia ou depois do por do sol

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Tarso, esse link: http://www.liberdadereligiosa.org.br/web/ que deixo pra você, é de uma ONG destinada a defender a liberdade religiosa, logo, lá você encontrará jurisprudência de pessoas que conseguiram judicialmente mudar datas de provas.

      Excluir
  6. boa noite!!!
    sou Gurada civil metropolitano de sao paulo.
    tive muitos problemas com relação ao sabados. sai da igreja voltei pra igreja e estou aqui.tive superiores que aceitavam numa boa tenho amigos da Assembleia de Deus que aceitam torcar o sabado pela quinta pois tem culto lá e eles me ajudam. mas um superior meu agora assumiu e diz que nao aceita troca e nem outro tipo pra eu poder descansar no sabado mas como nós aqui somos plantonistas eu tenho direito a umas folgas por mes e eu agendo todas para a sexta feira a noite sem novis mas disse ele que se precisar me escalar na sexta a noite vai fazer sem dó mesmo ele sabendo que eu vou faltar.é uma luta mas há comopleiteiar esse direito. tenho um documento elaborado bem legal se vcs quiserem entrem em contato:lplandin@ig.com.br eu mando sem novidades pois vou usa-lo para pleitear via comando geral da minha instituição...
    bo sabado a todos.
    gcm landin

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem irmão, continue firme na fé em Jesus que todas provações valerão a pena.

      Excluir
    2. me envie tambem
      donatool@hotmail.com

      Excluir
  7. Sou Adventista da Promessa, como você deve saber, também guardadores do santo sábado; achei muito interessante sua análise e também bastante válida. Porém me preocupa o fato de daqui a pouco acharem que tudo é serviço essencial. Como no comentário acima sobre os motoristas e cobradores de ônibus. Sabemos também que nestes últimos tempos as dificuldades serão maiores ainda. E quando chegar aquele dia em que teremos que decidir. Guardar o sábado e fazer a vontade de Deus, ou fazer a vontade dos homens e trabalhar nos serviços essenciais. Afinal para Deus não há meio termo, ou o jeitinho. Ore irmão e Deus lhe dará graças para você guardar o sábado, sem nenhuma justificativa para transcredi-lo. Que Deus continue te abençoando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão, em Eclesiastes Salomão diz que há tempo para tudo neste mundo.Vivamos um dia de cada vez. Por hora façamos nosso melhor e aguardemos a volta de Jesus. Abraço.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Serviços essenciais são os prestados diretamente à comunidade, por reconhecer sua essencialidade e necessidade para a sobrevivência do grupo social e do próprio Estado. Por isso mesmo, tais serviços são considerados privativos do Poder Público, no sentido de que só a Administração deve prestá-los, sem delegação a terceiros. Ex.: defesa nacional, de polícia, de preservação da saúde pública, devemos ser coerentes na interpretação da palavra essencial!

      Excluir
  8. Elio,
    Esse é o problema, a igreja não se posiciona, temos que tirar nossas conclusões com muita oração. No entanto, sabemos que os adventistas (do sétimo dia como eu ou da promessa como vc) utilizam o serviço remunerado de terceiros no sábado. Quando? quando falamos ao telefone, quando usamos a energia eletrica inclusive na igreja, quando utilizamos o transporte seja coletivo ou um taxi por exemplo para ir a igreja, e outros mais. Para usufruirmos destes serviços, outras pessoas tem que estar trabalhando pra nós no dia do Senhor e pagamos a eles no dia do Senhor como é o caso do transporte. Ora, temos uma espécie de salvo-conduto em nossa consciência pois achamos que não estamos transgredindo. Mas e o cobrador que me presta o serviço está transgredindo? como dar um folheto falando do sábado para o cobrador. Vooe teria coragem? Peço desculpas ao dono do blog por estar tirando o foco, mas não tenho encontrado na internet outros locais para discução, que o Senhor nos ilumine.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Elio, uma coisa é certa, o sábado é santo, e vale a pena fazer sacrifícios para guardar os mandamentos de Deus, porém, fazer a vontade de Deus em sua plenitude só conseguiremos na vida eterna, por hora, podemos fazer nosso melhor.

      Excluir
    2. perfeito esse é meu pensamento

      Excluir
  9. Boa tarde...parabéns pelo blog..estou adorando ler
    tenho orado muito, pois quero fazer o curso da Escola de Formação Complementar do Exército.. mas após aprovada nas provas teorias, vem a parte de treinamento onde por um ano ficarei em Salvador sendo treinada... mas estou muito aflita com relação ao treinamento aos sábados, estive conversando um sub tenente amigo, e ele disse ser extremamente complicado de liberar nos sábados...
    Então estou aflita se faço a inscrição ou nao... sou apaixonada pela vida militar.. tanto que faço parte dos desbravadores...
    Então queria a opinião de pessoas ligadas a vida militar, sei que são situações diferentes, mas ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezada Caca Rojas, no seu caso recomendo a leitura do livro Recruta 27, que é um testemunho de um pastor adventista que passou pelo EB. Deus abençoe.

      Excluir
  10. A vida do cristão é cheia de provas, porém a vida do militar requer uma grande porcentagem de comunhão, tendo em vista o risto de morte iminente. Mas, ainda existem forças para "regularizar" o tempo. Vejo nisto a prova vencida e o testemunho vivo de que Deus opera milagres na vida daquele que propõem viver na dependência de Deus.
    Parabéns e continue firme na presença do Senhor!!! Saiba que está sendo usado por Deus, para testificar das Suas obras e da aprovação de Deus, guardando o sábado e exercendo tal profissão.
    DEUS SEJA CONTIGO!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelas palavras, Deus continue te abençoando.

      Excluir
  11. Muito completo seu post.

    Você levantou questionamentos que muitas vezes nos deixam confusos e conseguiu abordar cada questão de maneira clara e, ao mesmo tempo, profunda.

    Gostei também da temática do blog. É diferente e o assunto é bastante oportuno =)

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelas palavras, Deus continue te abençoando.

      Excluir
  12. Eu estava procurando sobre esse assunto na internet, pois também sou policial aqui no Maranhão, e Deus me direcionou para o seu blog! Muito interessante a sua abordagem sobre o assunto e decidi estudar e compartilhar com um tio meu que é bastante querido da nossa igreja e chegamos a conclusão de que tudo faz sentido sobre a questão do trabalho no sábado na carreira policial, e se permite acrescentar mais uma coisa em seu texto: Quando não for possível a troca de serviço no dia de sábado, podemos usar essas horas de trabalho, calculando o valor de um dia de trabalho tirando o valor em dinheiro nesse dia e dando em oferta voluntária para ajudar igreja na pregação do evangelho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Nilo Rafael, agradeço sua participação, Deus te dará sabedoria para seguir nessa missão de proteger vidas. Graça e paz!

      Excluir
    2. Bom dia irmão, se vc for um adventista profissional de segurança pública passe eu contato de whatssap no email roneyvilaca@gmail.com para te adicionar no grupo de adventistas profissionais de segurança pública. abç.

      Excluir
  13. Parabêns pelo seu blog sou de belém do pará, também sou adventista e tenho a mesma Opinião que vc, afinal o que vc faz é pra salvar vidas de pessoas inocentes que são alvo desses marginais que escolheram o caminho da maldade e eles serão culpados da sua própria morte, a muitos casos que acontecem no dia de sábado assalto, assassinato etc,e é necessário agir logo e não esperar o sábado terminar pra agir, agora cada caso um caso, se der para trocar de escala troque afinal é maravilhoso ir para a casa do Senhor, e se não der vai para a missão sempre orando em pensamento e adorando a Deus em pensamento e pedindo que o acompanhe nessa luta. ass:henrique magno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Henrique, obrigado pelas palavras, Deus continue de abençoando.

      Excluir
  14. Gostei muito do blog, super útil, me ajudou!! Continue postando informações!! Ajudará muita gente

    ResponderExcluir
  15. Graça E Paz , Sou Adventista E Tenho O Sonho De Ser Militar , Seu Post Me Animou Mais E Mais , Tenho 18 Anos Sou De Recife E Me Alistei No Exército Dia 14 de Janeiro Vou Saber O Quartel Que Vou Servir , Oro Todos Os Dias A Deus Para Que Ele Me Der Forças Para Guardar O Sábado , E Oro Mais Ainda Para Que Eu Sempre Possa Dar O Meu Testemunho , Pos Nao Adiantará Guardar O Sábado E Nao Mostrar O Amor De Cristo Em Mim !
    DEUS Te Abençoe Mais e Mais Amado !
    Ass:Alekendreck Santos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No seu caso em especial será INDISPENSÁVEL a leitura do livro "Recruta 27- AS BATALHAS DE UM SOLDADO CRISTÃO DO EXÉRCITO". Deus te abençoe jovem, e lembre-se que nosso maior foco deve ser sempre a salvação em Cristo Jesus, sem Ele nada somos.

      Excluir
    2. Obg Irei Procurar Esse Livro E Vou Ler Siim !

      Excluir
  16. Boa noite, achei seu blog muito interessante, mas me deparei algumas dúvidas a cabeça sobre a vida Militar.
    Digamos que um policial está na rua trabalhando e acontece uma troca de tiro seja por uma ocorrência de um assalto uma subida de morro, o fato é que nessa troca de tiro nos como cristãos ferimos de morte uma pessoa envolvida, ali naquele momento ela morre, essa pessoa não está fazendo a vontade de Deus e está perdida para ela não há mais chance de salvação e o policial como adventista e cristão ao invés de levar esperança e salvação, levou a morte, juízo tirando a oportunidade daquela pessoa de conhecer a cristo, então podemos concluir que essa pessoa de uma certa forma é culpada disso por mas que esteja fazendo seu trabalho.
    Nós não temos como avaliar o coração daquela pessoa e saber se para ela não havia mas chance, só Deus conhece o coração e pode julgar.
    Deus quando dava ordem através dos profetas para seu povo guerrear contra alguma nação e dizima-los, Deus já tinha sondado o coração de cada um deles e sabia que para eles não tinha mas retorno, o pecado e maldade deles era tamanha que Deus também para proteger seu povo dava tal ordem aos profetas.
    Resumindo: Se nos como policiais cristãos nos depararmos com essa situação estaremos corretos que mesmo legitima defesa com uma arma de fogo tirar a vida de um ser humano ao invés de levar para ele a palavra de Deus? Talvez se evitássemos escolhido outra profissão que não gera essas dúvidas e polemicas essas situações poderiam nunca acontecer?
    Na duvida não é melhor escolher ficar do lado de Deus mesmo abrindo mão de nossos sonhos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa também é uma pergunta que ouvi de muitos irmãos, até mesmo quando eu ainda não era policial, e assim sendo, não me furtarei de discorrer acerca desse tema polêmico.
      Sabemos e acreditamos que os mandamentos de Deus são eternos, assim como Seus planos são perfeitos, motivo pelo qual tirar a vida de si mesmo ou de outro constitui pecado (que é a transgressão da lei I João 3:4). Deus é o autor da vida (Salmos 95:6), e não cabe a nós o direito de decidir a bel prazer se um ser deve continuar existindo ou não, porém vamos mais uma adentrar no "campo minado" que é a missão dos homens que além de cristãos, são também instrumentos de Deus nessa terra, para Sua justiça, os policiais adventistas.
      Voltemos na história da humanidade e veremos que muito cedo o homem cometeu o pecado de homicídio quando Caim matou Abel, seu irmão, o que hoje a lei vigente em nosso país classificaria como um homicídio qualificado.Qualquer pessoa repudiaria a atitude de Caim que matou por ciúmes, porém qual seria a visão da sociedade quanto ao também homicídio qualificado praticado por Davi contra Golias, (lembrando que esse foi o primeiro de muitos na vida desse rei que foi chamado "O homem segundo o coração de Deus"(1Sm 13.14 e At 13.22). Penso que ninguém reprovaria o ato de coragem que Davi fez em favor de seu povo e sob a unção de Deus, porém sua atitude em relação a Urias é facilmente condenável.
      Durante todo o antigo testamento vemos batalhas travadas pelo povo de Deus contra inimigos tiranos, e Deus atuando em favor dos Seus, entregando esses inimigos em suas mãos, porém quando o povo de Deus se afastava de seus caminhos, saía debaixo de Sua proteção, ficando à mercê dos acontecimentos.
      Em suma, Romanos 13:1 diz que "Toda alma esteja sujeita às autoridades superiores; porque não há autoridade que não venha de Deus; e as que existem foram ordenadas por Deus" E em Romanos 13:4 vemos que: porquanto ela é ministro de Deus para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, pois não traz debalde a espada; porque é ministro de Deus, e vingador em ira contra aquele que pratica o mal. Analisando o contexto histórico em que estes textos foram escritos, podemos fazer analogia entre "espada" e as armas mais evoluídas hoje utilizadas pelas forças de segurança, lembrando que a espada era a arma mais letal que se conhecia naquela época.
      O uso da força letal é um último recurso dentro da doutrina acadêmica de "uso progressivo da força", porém ele não é descartado quando se fizer necessário para defender a vida inocente. E assim como no direito penal existem a "excludentes de ilicitude", no âmbito do julgamento divino temos um advogado, Jesus Cristo, que intercede por nós e conhece o mais profundo de nosso coração, inclusive as motivações de nossas ações. Quanto a decisão de entrar para essa profissão é pessoal de cada um, se você sente que carregar essa responsabilidade é muito forte para si mesmo, nada impede de buscar outros caminhos. Feliz semana.
      Roney

      Excluir
  17. Outra dúvida minha é: na policia como em outras profissões há corrupção ex: propinas, etc... e nos como adventistas ou cristãos de outra denominação devemos cooperar e trabalhar para acabar com os erros, corrupção etc... Devemos fazer a diferença.
    Agora se somos policias e vemos alguns colegas corruptos e ate mesmo roubando, devemos dar voz de prisão e prende-los?
    Se não o fazemos mesmo não praticando o ato, mas presenciando, não estamos sendo cúmplices e omissos e participando do erro ao invés de inibir o erro?
    O dever de um policial não é cumprir a Lei e manter ordem?
    Boa noite a todos e que Deus abençoe a todos nós, nos dando clareza de pensamento através do seu Santo Espírito. Amém.
    Meu email é fasfortes@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conforme o texto de sua pergunta, tu mesmo disse que existe corrupção em todos os lugares, quanto ao papel de todos cristãos você também já disse, que temos um compromisso com a verdade e a justiça. Independente de onde você estiver trabalhando, seja como policial, faxineiro, médico, pedreiro, advogado, pastor... enfim, em todas profissões, sempre haverá alguma forma ou oportunidade de se levar vantagem sobre algo ou alguém, logo, sua postura como cristão será um divisor de águas, se você vive o que professa seguir, creio que os corruptos nunca te oferecerão nada e nem mesmo farão atos ilícitos em sua presença, logo você não terá que compactuar com nada.
      Roney Vilaça

      Excluir
  18. ola sou bombeiro falei com meu comandante ele me ajudou sobre trocas de servico o que acontece e que dependo de outras pessoas e tem dias que nao consigo se trabalho estou pecando?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sou habilitado a dizer se alguém está em pecado. A meu ver se vc tentou com todas as possibilidades uma troca e não conseguiu vc não pode deixar a população sem esse serviço essencial, como ficaria sua consciência se alguém morresse por falta de um atendimento?

      Excluir
    2. Não sou habilitado a dizer se alguém está em pecado. A meu ver se vc tentou com todas as possibilidades uma troca e não conseguiu vc não pode deixar a população sem esse serviço essencial, como ficaria sua consciência se alguém morresse por falta de um atendimento?

      Excluir
    3. Bom dia irmão, passe eu contato de whatssap no email roneyvilaca@gmail.com para te adicionar no grupo de adventistas profissionais de segurança pública. abç.

      Excluir
  19. quanto ao serviço militar brasileiro que tem que ficar muitas vezes em escala nos sabados eu consigo uma liberação para ganha o sabado pois esse ano eu me alisto e queria muito entra poren sou adiventista nao quero quebra mandamento

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. jeancr@sanetec.com.br esse emeu email

      Excluir
  20. conheci o evangelho na policia faço o possível para guardar o sábado,as vezes fico até tarde na sexta,no dia que o trabalho interferir na minha fé, nao tenho duvidas terei que escolher entre deus ou meu conforto

    ResponderExcluir

Se necessitar contato direto deixe e-mail para retorno. Obrigado pela participação.